Agora sou ímpar

"Vontade de quebrar as minhas regras e falar contigo, perguntar como vão as coisas, saber se vai sair hoje, jogar conversa madrugada a fora, te pedir que venha aqui e deixar que me cale a boca com beijos quentes. Vontade é so um jeito de querer. Ouço a nossa música, leio um livro, conheço alguém e com o interesse pequeno beijo apenas a face, não há muito o que fazer, até que o amor passe, termine seu desfile na passarela que amassa meu coração e me deixe ir, bater na porta de alguém pra ser feliz de novo e mais um pouco. É isso, não dá pra apagar o que foi, o que não foi ou no que poderia ter sido se tivesse sido, 'seguindo em frente', é só o que digo que estou fazendo, quando me perguntam quem é o meu par. Não tenho par, agora sou ímpar."

2 Participações:

Nato disse...

Ah, o amor acaba como na crônica do Paulo Mendes Campos, mas há sempre os novos caminhos, os novos inícios, o virar a página...
Beijos em ti Claudinha!

Claudinha Santos disse...

Vlw Nato... bjs pra ti. Seja sempre bem vindo!!!

Postar um comentário

Pode entrar na conversa!

 
Breves Roteiros © Creative Commons 2010 | Plantilla Quo creada por Ciudad Blogger